Shoot me

by marcio.natu

Image credits ↓
www.instagram.com/oliraptor/
Oliver Sarley, also known as Oliraptor, a Queer Artist living in London, creating erotic and boundary pushing work! Focusing on photography, Illustration and exploring over mediums.

Eu estava prestes a fazer cinquenta anos e sentia na pele a tão comentada invisibilidade da maturidade no mundo gay. Um dia, vi na Internet um anúncio de um fotógrafo que fazia fotos de nu em troca de doações para o combate ao câncer de próstata. Ao verificar o site dele, me deparei com uma coleção de imagens de corpos jovens e musculosos.

Não me intimidei, estava seguro de mim mesmo. Fiz a doação e entrei em contato. Trocamos algumas mensagens onde falei sobre o que queria. Percebi que ele se interessava e marcamos a sessão.

Ao chegar no estúdio, invés do fotógrafo descolado e jovem, fui recebido por um homem maduro, de cabeça raspada, barba cheia e grisalha, com corpo sólido, bem cuidado, mas com as características de um corpo de um homem com mais de cinquenta. Seu sorriso era largo e gentil.

Quando ele me posicionou sob as luzes me senti vulnerável. Não pela eminência de me despir, mas pela forma como ele me olhava. Ele clicava e falava sobre as suas viagens, trabalho, sobre o filho que tinha, e pedia que eu tirasse algumas peças de roupa.

Completamente nu, fui ficando confortável com a situação. Ele parecia excitado e propôs alguns acessórios. Jock straps, arreiros, anéis penianos, pesos escrotais, que ele mesmo se incumbiu de colocar em mim. Seu toque era forte e seguro, e o seu olhar de um garoto que propunha uma brincadeira. Eu cedia aos sons dos cliques e da sensação do seu toque. Quando a sua língua úmida tocou o meu cú, pedi que ele me penetrasse de verdade. Ele me possuía e me fotografava ao mesmo tempo, os dois suando sob as luzes fortes do estúdio. O tempo se tornou infinito. Com a calma de quem não se preocupa com o amanhã, experimentamos todas as posições, nos revezamos em todos os papéis, sorvemos até a última gota um do outro.

Terminado o ensaio, ele me disse que estava iniciando uma série de ensaios com homens maduros e gostaria que eu fosse o primeiro. Autorizei a publicação e saí do estúdio me sentindo pleno e satisfeito.

Read in English

 
Your Comments ↓

Leave a Reply